Caminhos pelo Porto

Porto. Antiga, mui nobre, sempre Leal e Invicta. Cidade que deu nome a Portugal. Os tripeiros, como são chamados os moradores desta cidade tão própria, são a alma de todas as ruas e ruelas que constituem a cidade do Porto. A pronúncia vincada é uma das características mais conhecidas deste povo. Por quem lá passa não pode falhar a famosa francesinha e um bom cálice de vinho do Porto.

No roteiro de turismo é obrigatório a passagem pelas Caves de vinho do Porto; uma subidinha até à Serra do Pilar para ver a maravilhosa vista sobre a cidade; percorrer a baixa tanto de dia como de noite, passando pela Sé, pela Igreja dos Clérigos, pela Igreja Santa Clara, perdermos-nos nos incríveis e únicos azulejos da Estação de S. Bento; a Muralha Fernandina, o jardim das Virtudes, os jardins do Palácio de Cristal; passar pela ponte D. Luís, que veio substituir a nossa antiga ponte Pênsil – actualmente esta última já não existe, contudo os seus pilares ainda se encontram intactos junto da ponte que lhe tomou o lugar-; a tão conhecida Ribeira que também é um dos pontos da cidade mais procurados; e como diz Rui Veloso “da Ribeira até à Foz”, visitar a Foz é essencial, ou pelo menos fazer a caminha da Ribeira à Foz com a permanente vista do rio Douro e, mais à frente, do mar. Ir ao Parque da Cidade seja para caminhadas, para piqueniques, apanhar sol ou até mesmo ir com crianças dar pão aos patos, não pode faltar.

Porto. Cidade conhecida pela sua gastronomia, pela sua cultura e pela sua agitação nocturna. Cidade fiel, cidade histórica, cidade com vida. Uma cidade recomendada e adorada por todos os que lá passam.

Deixa um comentário