Absurdo e Incongruência

ABSURDO

É o ridículo ou elevar uma situações até padrões que, não só desafiam, como ultrapassam os limites da lógica e da razão. Um exagero desmesurado que não conhece fronteiras e onde não se aplicam quaisquer leis. É uma espécie de libertação onde vale tudo. Costuma dizer-se que o céu é o limite, mas o absurdo consegue ir para além disso. Trata-se também de uma técnica extremamente visual, no sentido em que funciona bem através da imagem projetada ou idealizada. Family Guy é, por definição, uma série de comédia em desenho animado que vive de situações absurdas.

INCONGRUÊNCIA

É uma técnica recorrente, até porque parte de um dos conceitos mais básicos do humor: «não joga a bota com a perdigota». A incongruência encaixa elementos que geralmente não coexistem, junta universos distintos sem aparente relação alguma. Aqui, o objetivo é deturpar a realidade, colocando lado a lado personagens ou contextos que não é habitual vermos em simultâneo. Um exemplo paradigmático desta técnica é o sketch seguinte dos Monty Python, no qual filósofos decidem ir jogar à bola. Tudo parece estar a postos para um jogo de futebol normal, e os filósofos comportam-se de acordo com a sua postura habitual, todavia, os dois mundos são perfeitamente distintos:


Deixa um comentário