II Festival da Francesinha no Marco de Canaveses

A Associação Recreativa do Ramalhais confecionou um dos pratos típicos do Porto, a francesinha, para conseguir angariar fundos para o Rancho Folclórico e Etnográfico do Ramalhais.


A preparação das francesinhas em forno a lenha.

Era quase hora de jantar e a sala da Associação Recreativa do Ramalhais, no Marco de Canaveses, já estava a ficar cheia. O segundo Festival da Francesinha, organizado por esta associação, ia começar. As francesinhas que estavam quase a ser servidas iam contribuir para o Rancho Folclórico e Etnográfico do Ramalhais conseguir angariar dinheiro para as suas atividades.

Mauro Queirós é o Presidente da Associação Recreativa do Ramalhais e explicou que este evento serve para angariar fundos, visto que a associação tem poucas ajudas. “Criamos isto para que as pessoas da freguesia e as do meio envolvente adiram e para que haja uma convivência entre todos aqui na nossa freguesia”, acrescentou.

A francesinha que foi servida no evento.

O Festival da Francesinha é uma das várias atividades realizadas por esta associação. Tânia Aguiar é da freguesia e foi uma das pessoas que aderiu à iniciativa. Tânia considera o evento importante porque permite atrair pessoas a virem conhecer a associação e o rancho. “É um evento interessante visto que a região do Porto é conhecida pela francesinha e visto que a associação precisa de angariar fundos para continuar a trazer cultura ao Marco de Canaveses”, disse ela.

No final, após a degustação, o público aprovou o prato. Mesmo sendo o molho o maior segredo da francesinha, para Tânia Aguiar “o molho estava saboroso, um pouco picante, mas muito bom”.

O Festival da Francesinha teve como objetivo a angariação de fundos para poder levar o Rancho Etnográfico do Ramalhais a outros sítios. O rancho já fez várias participações fora do Marco de Canaveses, o que implica custos.

O público que aderiu à iniciativa.

Segundo Mauro Queirós, as pessoas têm aderido a este tipo de eventos. O Festival da Francesinha “tem sido um evento que as pessoas gostam, têm gostado das francesinhas que, neste caso, também é o importante”.

Terminado o evento, foi feito o balanço. Tânia Novais Moreira, membro da Associação Recreativa do Ramalhais, afirma que “a iniciativa foi um sucesso, tanto junto das pessoas do grupo como junto das pessoas de fora”. Neste festival foram angariados perto de 400€ para o Rancho Folclórico e Etnográfico do Ramalhais.

Deixa um comentário