Jack Nicholson: o «bad boy»

A “The Internet Movie Database” (IMDB) detém várias listas de usuários com os melhores atores de todos os tempos. O Infomedia elaborará, durante duas semanas, um artigo para cada um dos cinco melhores atores presentes na lista da usuária “Yves Porters” . Jack Nicholson está no topo da montanha e parece não querer descer.


 “A maior e mais fiável fonte do mundo do cinema, da televisão e das celebridades” classifica o ator do clássico filme de terror “Shinning” como um dos melhores do planeta. Completou em abril 79 anos – muitos deles passados na pele de diversas personagens -, mas não se deixa influenciar pelo peso da idade. A estrada de Hollywood não tem limites para Jack Nicholson que começou a carreira como ator, mas aventurou-se no papel de produtor e diretor.

Das doze vezes que foi nomeado aos Óscares, contam-se três as que trouxe a estatueta para casa. De uma forma genérica, é apenas um ator que fez o papel de diversas personagens carismáticas que lhe valeram o primeiro lugar na lista. Mas não. Não fosse Jack Nicholson ser o irreverente e inigualável Nicholson e metade dos filmes nos quais entrou não subiriam ao pódio. Este é o ator que levou milhares de espectadores ao cinema.

John Joseph “Jack” Nicholson, 79 anos. Fonte: Todo dia.

Cresceu a acreditar que a mãe era a sua avó. Mas a história não acaba por aqui: quem Jack pensava ser a sua irmã mais velha era, na realidade, a mãe, June Nicholson. Uma árvore genealógica com os galhos trocados, que revelou as verdadeiras raízes quando o ator já completava 38 anos. Jack descobriu a verdade, através de uma publicação sobre a sua biografia, na revista Time. Se a mãe andou desencontrada entre o papel de avó e de irmã mais velha, também o pai encontra-se envolto entre um ítalo-americano, Donald Furcillo, e o homem que era empresário da própria mãe,  Eddie King. Segundo a biografia “A vida de Jack” de Patrick McGilligan, June Nicholson tinha duvidas quanto ao pai biológico do ator.

O iluminado

Começou a caminhada em Hollywood com o filme “The Cry Baby Killer” (1958), mas apenas chegou à estrada do sucesso com o filme “Easy Rider” (1969), que o levou à primeira nomeação aos Óscares. Não obstante à carreira de ator, Nicholson escreveu roteiros para filmes e sentou-se ainda na cadeira do diretor na película “Drive, He Said” (1971). A primeira estatueta como melhor ator chegou com “One Flew Over the Cuckoo’s Nest”, em 1975.

Para muitos, Jack Nicholson é indissociável do grande papel que exerceu em “Shinning” (1980). A história de um escritor maníaco que Nicholson vestiu na perfeição. De sorriso diabólico e com as sobrancelhas curvadas, características do ator, a personagem Jack Torrance passou a fazer parte da lista dos vilões mais conhecidos de Hollywood.

“Here’s Johnny!”: cena emblemática da película “Shinning”. Fonte: Area H.

A frase emblemática de “Shinning” não estava no roteiro do filme. “Here’s Johnny!” foi um improviso de Jack Nicholson. Segundo diversas fontes, o ator socorreu-se do programa “The Tonight Show – Starring Johnny Carson”, no qual o apresentador utilizava a expressão para se introduzir ao público.

O vilão favorito dos espectadores

Joker. Jack Nicholson. Dois nomes que juntos fazem magia. Foi em “Batman” (1989), um filme de Tim Burton, que o ator vestiu uma das personagens mais importantes do mundo da DC Comics. Pode parecer estranho que os melhores papeis sejam desempenhados no estatuto de psicopata, mas a verdade é que a sua personalidade irreverente ajuda na caracterização da personagem.  “The Joker” revelou-se um dos vilões preferidos dos espectadores após a interpretação inigualável do ator.

A acrescentar à lista dos filmes já referidos, existe um número considerado de clássicos nos quais o nome Jack Nicholson aparece nos créditos.

Seleção de filmes nos quais o ator entrou. Fonte: IMDB.

1. Chinatown (1974)
2. Terms of Endearment (1983)
3. Melhor É Impossível (1997)
4. The Departed – Entre Inimigos (2006)
 

Na prateleira de galardões de maior relevância que Nicholson recebeu pode-se ver as três estatuetas dos Óscares, os sete Globos de Ouro e o prémio Kennedy. Relativamente aos relacionamentos que o ator foi mantendo ao longo da vida, perde-se a conta entre atrizes e modelos. Jack Nicholson sempre manteve o estatuto de “bad boy”. A dependência nas drogas, os conflitos com a policia e as relações conturbadas preencheram a vida do fã dos Lakers. O ator tem cinco filhas, três delas de relacionamentos diferentes.

Sobre o homem que é considerado o melhor ator do Universo são diversos os boatos que se criam, se são verdade ou não, dificilmente se descobrirá. No meio do enredo, existe um facto que é irrefutável, Jack Nicholson é um nome incontrolável na história do cinema.

Deixa um comentário