Wings for Life World Run: o Porto a correr pela investigação das lesões na espinal medula

Vento, chuva, frio. O tempo parecia não querer, mas a corrida aconteceu. A partida deu-se junto à Casa da Música, no Porto, mas não sem antes se fazer o devido aquecimento.

Domingo, oito de maio, foi o dia eleito. Ao todo, 3 mil portugueses aceitaram o desafio lançado pela Wings for Life, uma fundação que desenvolve investigação sobre as lesões na espinal medula, e correram o mais que conseguiram.

O valor das inscrições reverteu, na totalidade, para a investigação, o que agradou à maior parte dos participantes.

Momentos de aquecimento antes da partida.

A Wings for Life World Run, a única corrida global da história, juntou, na totalidade, 130,732 participantes em 34 localizações dos seis continentes.

A decorrer em simultâneo em 13 fusos horários, este desafio destaca-se pelo facto de não apresentar uma distância fixa. Em vez disso há um Carro Meta que persegue os corredores meia hora depois da partida, aumentando progressivamente a sua velocidade.

Dados revelados pela Wings for Life, no total, a iniciativa angariou 6,6 milhões de euros, totalmente destinados à investigação que é o objetivo da fundação.

Deixa um comentário