Porto recebe Miró de braços abertos

O quanto gostei6.5
6.5

É no Museu de Serralves, no Porto, que encontramos a exposição de um reconhecido artista internacional: Joan Miró. Atualmente, propriedade do Estado português e expostas pela primeira vez na Instituição, as obras do pintor catalão estão disponíveis ao público desde 1 de outubro de 2016 até 4 de junho de 2017.

“Joan Miró: Materialidade e Metamorfose” aborda as transformações das obras do artista – na área da pintura, colagem, do desenho e dos trabalhos em tapeçaria – e as diversas linguagens pictóricas que desenvolveu, a partir de 1920. Os cinco sentidos são explorados e o processo das obras estão detalhados. Quem visita a exposição sente o fervilhar da relação entre os quadros de Miró e a abstricidade do artista que tem em Serralves um ponto de equilíbrio entre o homem e a natureza, tal como na sua arte.

Suzanne Cotter, Diretora do Museu de Serralves, marca esta exposição como um período único na história da Instituição e do país. “Estamos muito felizes por podermos permitir ao público um maior conhecimento da obra de Joan Miró, através daquela que será uma apresentação cativante e única desta coleção singular”, afirma.

A Casa de Serralves reúne cerca de 80 obras, do conjunto de 85 da Colecção, entre 1924 e 1981. Miró tem representado nesta exposição seis das suas pinturas sobre masonite de 1936 e ainda seis sobreteixims (obras de tapeçaria independentes enquanto unidade autónoma) de 1973.

Rita Moreira, historiadora de arte, salienta a importância de “verificar as diferentes fases, observando o evoluir das metamorfoses artística de Miró, que culminam numa crescente abstração”. A jovem empresária de 23 anos defende ainda que a presença de Miró na Casa de Serralves é “de extrema importância para Portugal e mais concretamente para os portuenses, uma vez que permite que a obra de um grande artista seja apreciada pelo público em geral”.

Deixa um comentário