#5 Respostas…numa só tática

“Tenho o sonho de treinar na Premier League

Alexandre Vaz Ferreira, Treinador Adjunto do Pedrouços Atlético Clube.

Passou pelos escalões de formação de Porto, Boavista e Futebol Clube da Foz como jogador, mas o futuro reservou-lhe outros caminhos. Aos 25 anos, Alexandre Vaz Ferreira é o treinador adjunto de Jorge Marinho, o técnico do Pedrouços Atlético Clube. Formou-se em Educação Física e Desporto e concluiu o Mestrado em Treino Desportivo. Fez também o curso de Treinador Uefa Nível C e foram vários os clubes que já representou. Desde o Tondela de Vitor Paneira, na época de 2013/2014, ao Setúbal de Domingos Paciência em 2014/2015, o jovem técnico considera que “foram etapas muito importantes, mas que ainda tem muito para evoluir”.

Alexandre, ao centro, durante um treino com elementos do plantel.

A equipa do Pedrouços, que milita na Divisão de Elite da Associação de Futebol do Porto, ocupa o 6º lugar da tabela classificativa. Apesar de Padroense, Candal e Leça (equipa que ocupa o lugar que dá acesso ao playoff de despromoção) se encontrarem apenas a 1 ponto de distância, “Alex” acredita que “a equipa vai conquistar os pontos necessários nos 3 jogos que faltam disputar para conquistar a manutenção”.

 

Infomedia –  Porque escolheste ser Treinador de Futebol?

Alexandre Ferreira – Foi a paixão que tenho por este desporto desde criança. Considero este fator muito importante num treinador de qualquer modalidade desportiva. Tanto no futebol, como em qualquer outra profissão, é muito importante gostarmos daquilo que fazemos, pois só assim conseguimos estar constantemente motivados e motivar os outros.

Info. – Quais os principais objetivos para o futuro da tua carreira?

A.F. – O meu principal objetivo é atingir um patamar em que possa trabalhar única e exclusivamente no futebol e ter a minha independência financeira. Dessa forma, conseguirei dedicar-me inteiramente a este desporto e evoluir gradualmente, para que possa alcançar os objetivos pessoais que, como qualquer outro treinador, tenho delineados para a minha carreira.

Info. – Qual o ídolo ou exemplo a seguir?

A.F. – Tenho vários exemplos a seguir: José Mourinho porque conseguiu conquistar títulos no meu clube que provavelmente ninguém voltará a conquistar nos próximos tempos. Diego Simeone pela paixão que tem pelo futebol e pela forma como consegue transmiti-lo aos seus jogadores. E Pep Guardiola porque foi o treinador da equipa que considero a melhor de sempre a jogar futebol: o Barcelona de 2010-2011.

Info. – Como treinador, há alguma equipa que tenhas o sonho de treinar?

A.F. – Desde criança que sonho de treinar na Premier League (Inglaterra). Nunca sonhei treinar um clube em concreto porque o que me fascina verdadeiramente é a competição em si e a paixão com que é vivida dentro e fora do relvado.

Info. – E após o Futebol?

A.F. – Apenas tenciono deixar o futebol quando a saúde o exigir, por isso, não perco muito tempo a pensar nisso.

Deixa um comentário