Anne Frank alvo da rivalidade Romana

No passado fim de semana, em jogo a contar para o campeonato italiano entre a Lazio e o Cagliari no Estádio Olímpico de Roma, adeptos da equipa Bianco Celeste pertencentes à claque dos Irriducibili exibiram um cartaz de Anne Frank, a menina judia vitima do Holocausto, vestida com as cores da Roma, eterno rival da equipa Laziale.
Neste cartaz estava escrita a frase “ Anne Frank anima os jogadores da Roma” utilizando a menina como símbolo provocatório aos jogadores do clube rival que os adeptos da Lazio consideram de emblema Judeu e por isso desprezado por estes que defendem as ideias do tempo do Fascismo Italiano liderado por Mussolini.
Esta atitude está a chocar não só a Itália mas como todo o universo futebolístico. De tal forma que a Federação Italiana de Futebol decretou que na jornada que se está a disputar a meio da semana não só se respeite em todos os campos um minuto de reflexão em memória de Anne Frank como inclusivamente em cada jogo se faça a leitura de excertos da obra “ O diário de Anne Frank” pela voz das crianças que normalmente acompanham os futebolistas até ao terreno de jogo.
A Lazio já condenou a atitude dos seus adeptos e os seus jogadores responderam no jogo seguinte vestindo t-shirts com a cara da jovem alemã. Não obstante os “tiffosi” voltaram a entoar cânticos no momento da leitura dos excertos do diário. Nota ainda para o facto do clube Italiano pretender levar 200 adeptos por ano aos campos de concentração em Auschwitz.

 

Deixa um comentário