Fiel às suas origens, o Mexefest está de volta a Lisboa

Terminado o mês de outubro, novembro traz consigo o frenesim da corrida às bilheteiras: aproxima-se o festival Vodafone Mexefest. A 7ª edição realizar-se-á nos dias 24 e 25, irá contar com nomes sonantes da música nacional e internacional.

Situado no coração de Lisboa, na Avenida da Liberdade, o Mexefest é caracterizado como o festival português mais citadino. Os concertos irão realizar-se em sala icónicas da capital, como por exemplo, o Cinema São Jorge, o Teatro Rivoli e o Coliseu do Recreios.

Para os participantes esta experiência permite juntar o útil ao agradável, uma vez que os mesmos têm a oportunidade de deambular por uma das principais artérias da cidade, enquanto são contemplados por música ao vivo.

Ao contrário da maioria dos festivais portugueses, o Vodafone Mexefest não inclui campismo. As opiniões diferem, mas, de acordo com alguns participantes de edições anteriores, este é o fator que prejudica a afluência de um maior número de pessoas ao festival, dado que o alojamento terá de ficar a cargo do mesmo.

O cartaz ainda não está encerrado, porém a organização já anunciou os primeiros nomes. Cigaretts After Sex são os cabeça-de-cartaz; apesar do sucesso já alcançado pela banda norte americana, só em 2017 é que lançaram o seu primeiro álbum intitulado “Apocalypse”. Ao que tudo indica será este o álbum que irá soar na capital. Outros nomes como Everything Everything, Destroyer ou Julia Holter , estreiam-se em terras de Camões e prometem deixar aos portugueses a vontade para que voltem.

Semelhante a outros festivais portugueses, a forte presença de artistas nacionais continua a ser notória. Manel Cruz dos Ornatos Violeta, Samuel Úria, Allen Hallowen, Orelha Negra, Moullinex e Liniker são, entre os diferentes estilos musicais, clássicos nacionais que irão contribuir para o ambiente deste espetáculo. Contudo, não seria possível falar sobre o Vodafone Mexefest e não mencionar Charles Bradley; esta era a voz do soul que iria, certamente, aquecer o coração de todos. No entanto, lamentavelmente, partiu no passado mês de setembro. Resta a recordação para quem o viu, no ano de 2015, em Paredes de Coura.

Os bilhetes continuam à venda pelo preço de 45 euros até aos dias do festival, a partir de dia 24 o valor passará a ser de 50 euros. De modo a adquirir os ingressos, estes encontram-se à venda em lojas Fnac e na bilheteira online.

Deixa um comentário