Donald Trump e Vladimir Putin reunidos na APEC

Donald Trump desembarcou em Hanói, Vietname, ao princípio da noite de sábado (11), com duas garantias da Rússia.

A primeira é a união de Moscovo e Washington no confronto ao Daesh e no combate à guerra da Síria- um conflito que os dois países concordaram não haver solução militar.

A segunda é a garantia dada por Vladimir Putin a Donald Trump em como não houve qualquer interferência russa nas eleições presidenciais norte-americanas. Putin afirmou que as acusações são absurdas e foram criadas por opositores do atual líder norte-americano.

Putin deixou crí­ticas às restrições recentes impostas ao media russos que operam nos EUA. “Teremos de formular algum tipo de resposta e será à altura. Quero chamar-vos a atenção para o facto de que não existem –  nem podem existir – provas que os media russos interferiram em campanhas eleitorais”.

Em Danang, as declarações do lí­der russo marcaram o final do Fórum da Cooperação Económica da Ásia Pacífico (APEC). Durante a cimeira e na presença dos 19 países da APEC, Rússia e Estados Unidos assinaram a declaração conjunta como apelo ao desenvolvimento do tratado de livre comércio.

A cimeira da APEC terminou dia 11 com o encontro dos líderes das 21 economias do bloco. A APEC é formada pela Austrália, Brunei, Canadá¡, Chile, China, Coreia do Sul, Estados Unidos, Filipinas, Hong Kong, Indonésia, Japão, Malásia, México, Nova Zelândia, Papua Nova Guiné, Peru, Rússia, Singapura, Taiwan, Tailândia e Vietname.

Deixa um comentário