A Netflix conhece-te melhor do que tu

A plataforma de streaming de filmes e séries da Netflix consolidou-se como um sucesso absoluto. 

A Netflix começou como uma empresa digital de envio de discos por correio que funcionava com uma assinatura mensal e, atualmente, afirma-se como uma mais das maiores produtoras de conteúdo para televisão. É com investimento em tecnologia que ela mais se preocupa e, por isso, tornou-se a gigante dos streamings.

Parte deste sucesso acontece nos bastidores; a Netlix convidou recentemente jornalistas de todo o mundo para conhecer os seus escritórios em Hollywood e em Los Gatos, ambos na Califórnia, para mostrar um pouco desse trabalho tecnológico. A própria marca têm sofrido algumas mudanças cromáticas e tipográficas que contribuíram para a fixação e divulgação da marca.

Foram alguns os detalhes que contribuíram para o sucesso desta plataforma. Apresenta-se assim três dos motivos:

1.O botão da Netflix é levado a sério

Anos atrás, quando a Netflix começou a oferecer o seu aplicativo para as SMART TV e outros dispositivos, a empresa negociou com os fabricantes a inclusão de um botão com o logotipo da Netflix nos comandos televisivos. Esse botão é um caso de sucesso. Os consumidores que têm o botão no comando usam muito mais o serviço. Além disso, a maioria das TV’s de hoje vêm com o botão da empresa em vez de botões da concorrência.

2. A Netflix quase nunca sai do ar

O serviço da Netflix tem uma taxa de estabilidade de 99,97%. O serviço quase nunca cai. Parte disso deve-se ao fato da Netflix ter aprendido a corrigir as interrupções ao longo do tempo e agora usar os centros de dados AWS (uma plataforma de serviços de computação em nuvem). Quando o sinal de uma dessas regiões desaparece, ou fica instável, a Netflix redireciona todo o seu tráfego para as outras regiões.

3. A Netflix conhece-te melhor do que tu mesmo

A Netflix faz diversos testes online para verificar o perfil dos seus utilizadores, mas também realiza milhares de entrevistas pessoalmente, tanto com utilizadores que usufruem do serviço e também com pessoas que ainda não fizeram uma assinatura mensal. O problema é que, às vezes, os consumidores não contam à Netflix o que realmente lhes interessa: numa estatística realizada pela própria Netflix, em 2017, afirma que a maioria dos utilizadores nos EUA disseram que preferiam assistir às produções estrangeiras com legendas em inglês e áudio original. No entanto, a Netflix não tinha tanta certeza se isso era verdade. Assim, transmitiram uma versão dublada da série francesa Marseille para uma determinado grupo de espectadores, enquanto a outra parte recebeu o conteúdo com legendas em inglês e áudio original. Aqueles que viram a produção dublada foram mais propensos a terminar a série do que quem visualizou a série com legendas.

É por isso que o padrão Netflix, agora, é reproduzir as suas produções dobradas assim que carregamos no play. Os utilizadores que não gostarem podem mudar para o original, com legendas, a qualquer momento. Pelos vistos, a estratégia parece ter sido aprovada, já que, independentemente do país em que a série é produzida, boa parte dos episódios do drama alemão Dark e da brasileira 3% são visualizados com áudio dobrado nos EUA.

O sucesso da plataforma é inegável. São cada vez mais utilizadores, cada vez mais as séries e filmes que têm o domínio e são cada vez mais as pessoas que partilham informações e desejos para melhorar o conteúdo desta empresa.

Deixa um comentário