Poluição atmosférica afeta 9 em cada 10 pessoas

Organização Mundial da Saúde (OMS), revelou que nove em cada dez pessoas respira ar poluído.
Através de um mapa interativo foi possível destacar as regiões onde a qualidade do ar excede os limites estabelecidos pela OMS.

“O novo modelo da OMS mostra nos países os pontos perigosos da poluição do ar e dá uma base para analisar o progresso, de forma a combater.” – Dr. Flavia Bustreo,  Diretor-Geral Adjunto da OMS.

Por ano, morrem sete milhões de pessoas relacionadas, diretamente, com a poluição devido a partículas minúsculas que entram nos pulmões e no sistema cardiovascular o que pode provocar derrames cerebrais, ataques de coração e infeções respiratórias. Segundo os dados da OMS, em 2016, a poluição atmosférica, tanto em ambientes externos como internos, foi a causa de morte a uma em cada quatro mortes registadas na Índia e uma em cada cinco na China.

Mapa interativo da qualidade do ar – OMS

Os países mais pobres –  no continente asiático, em África e no Médio Oriente – são os que registam a maior percentagem de mortalidade causada pela poluição.

Para chamar a atenção pública sobre esta situação que prejudica a saúde e o clima, a OMS está a lançar uma campanha global denominada de BreathLife. Trata-se assim duma campanha de comunicação global com o objetivo de consciencializar o público sobre a poluição do ar, enfatizando assim tanto as medidas políticas práticas que os grandes centros urbanos podem implementar (como melhores moradias, transportes e sistemas de energia), assim como medidas que as pessoas devem tomar como comunidades, ou indivíduos. Tais como evitar a queima de resíduos, promover os espaços verdes, caminhar e usar a bicicleta para melhorar a qualidade do nosso ar.

 

Site da OMS | Mapa Interativo da Poluição do Ar | Como contribuir com a BreathLife

Deixa um comentário