Festival Imaginarius: a arte de nos fazer refletir

O tempo solarengo pede uma programação ao ar livre. Este ano chove, mas Santa Maria da Feira avança com o Festival Imaginarius. Este ano comemora-se a 18º edição.

Há semelhança dos anos anteriores, o festival procura dar a todos os participantes a possibilidade de num espaço aberto, apreciar diferentes espetáculos que compilam as nossas raízes e nas raízes de arte de rua. Paralelamente, há semelhança de anos anteriores, a organização cruza laços com artistas internacionais. Posto isto, em 2018 o Teatro de Rua de Santa Maria da Feira traz à cidade mais de 300 artistas de 17 países – Alemanha, Argentina, Áustria, Bélgica, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Irlanda, Itália, Marrocos, Portugal, Reino Unido, Rússia, Sérvia, Suíça, Turquia – 37 companhias que apresentam 40 espetáculos diferentes capazes de nos conduzir a novos mundos, através de 195 apresentações ou intervenções artísticas.

Odisseias, viagens, questionamentos, inquietações e dúvidas são elementos centrais da génese do evento, essenciais para a realização do programa.

Theater Gajes é uma das grandes atrações que irá estrear Odyssee, baseado na ‘Odisseia’ de Homero. Prometem imponentes estruturas cénicas, interação com a audiência, uma original banda sonora ao vivo e uma viagem num espaço ermo, pleno de imaginários coletivos e visões do senso comum; Teatro do Mar, apresenta em estreia absoluta e em coprodução com o Imaginarius, InSomnium. Uma produção multidisciplinar de médio formato, que nos remete para o historial passado da mais internacional companhia portuguesa e nos transporta para a dimensão épica dos nossos sonhos; Ici’bas, companhia suíça vencedora do concurso Mais Imaginarius em 2017, regressa a Santa Maria da Feira para concluir a nova criação Lonely are the lonely roads. Uma epopeia solitária, uma reflexão das nossas atitudes sociais, num percurso de vida contemporâneo.

São três dias que terão cerca de 170 horas de conteúdos de programação que se assumem como um desafio para todas as idades, um agente de educação pela arte e uma plataforma de oportunidades para artistas emergentes. É considerado como o principal espaço das artes de rua em Portugal que abrange múltiplas gerações e promotor de um vínculo social, uma vez que ano após ano este evento é um ponto de encontro para espetadores e artistas.

O Imaginarius é um work in progress que nos dá a possibilidade de internacionalizar. A entrada para o recinto é gratuita e o ambiente do espaço é transversal a todas as idades.