A incrível série de invencibilidade do Arsenal.

O Arsenal empatou este domingo em casa, a uma bola, diante da formação do Wolverhampton, orientada pelo técnico luso Nuno Espírito Santo, extendendo assim a sua série de invencibilidade para 16 jogos consecutivos sem perder em todas as competições.

A formação londrina, esta época liderada pelo treinador basco, Unai Emery, adotou uma nova filosofia de jogo comparativamente com o longo período em que Arséne Wenger esteve à  frente do clube. Esta passa essencialmente por uma pressão alta e bem articulada à  equipa adversária aquando da perda de bola, o que faz do Arsenal uma equipa temível que quer ser sempre protagonista em todos os jogos que disputa.

Aliado a isso, os Gunners possuem jogadores de grandes credenciais em toda a linha ofensiva, o que proporciona rápidas e vertiginosas transições ofensivas que por norma culminam em situação de golo.

O jovem revelação desta época é o médio Matteo Guendouzi, que se transferiu no último mercado de transferências da equipa francesa do Lorient para a formação londrina, a troco de oito milhões de euros. Evidencia-se sobretudo a sua qualidade de passe a curta e longa distância, que pauta a primeira fase de construção do Arsenal fazendo com que esta se torne bastante mais resoluta.

No entanto, no que ao campeonato diz respeito, a equipa de Unai Emery atravessa uma fase menos positiva: regista dois empates consecutivos, o que proporcionou o distanciamento do campeão Manchester City que, à 13ª jornada, leva uma vantagem de oito pontos relativamente aos gunners.

Na Liga Europa o Arsenal já tem garantida a presença nos 16 avos da competição com os dez pontos alcançados, não contabilizando  qualquer derrota. Os únicos pontos perdidos ate à data foram contra o Sporting Clube de Portugal, onde se registou um empate a zero.

Na Taça da Liga Inglesa regista duas vitórias nos dois jogos disputados, ainda que alcançadas  contra equipas de escalões secundários,  tendo perspetivas bastante animadoras na competição.

Toda esta conjuntura, bem sustentada por esta série de invencivilidade, permite aos adeptos do Arsenal sonhar com a conquista de títulos que têm escapado à formação londrina  nos últimos anos.

Editado por: Eduardo Costa

Arsenal revive por esta altura os bons velhos tempos.

Deixa um comentário