Vanessa Ferrão e Telmo Madeira – um casal que se juntou para vencer no mundo da dança

Vanessa Ferrão e Telmo Madeira, ambos com 27 anos, foram cinco vezes campeões nacionais de Danças Amadores Latinas entre 2014 e 2018.
Recentemente, no dia 25 de novembro, na Final da Taça de Portugal 2018, conquistaram o primeiro lugar, consagrando-se assim Campeões da Taça de Portugal Latinas Profissionais 2018.

Em conversa com Vanessa Ferrão, o #Infomedia tentou apurar como se estabeleceu este seu percurso pelo mundo da dança.

Fonte – Facebook Oficial de Vanessa Ferrão e Telmo Madeira

Quando começou a dançar?

Comecei a dançar danças de salão no ano de 2007.

E quando começou a competir?

Comecei a competir nesse mesmo ano, em 2007.

Sabemos que possui um relacionamento afetivo com o seu par, Telmo Madeira. Este surgiu antes ou depois de formarem par na dança?

O relacionamento afetivo começou antes de nos tornarmos um par.

Desde sempre que competem juntos ou já teve outro/s par/es?

Já tive outros pares. Tive 5 pares, de 2007 a 2010.

Em quantos campeonatos já participou? E com o Telmo?

Não sei ao certo em quantos campeonatos já competi. Com o Telmo, em mais de 100 de certeza.

Que prémios já ganhou/ganharam?

Ganhamos praticamente todos os records a nível nacional, desde sermos pentacampeões nacionais, a termos chegado ao 24º lugar no ranking mundial entre mais de 2000 pares e obtivemos sempre as melhores classificações de sempre a nível internacional, tendo ganho também alguns campeonatos desde as categorias de rising stars, internationals e world opens.

O que costuma fazer no dia ou noite anterior a um grande campeonato?

Num dia de competição nacional temos a nossa rotina habitual, isto é, costumamos treinar e temos uma noite calma que nos permite ter o descanso essencial a no dia a seguir termos a melhor prestação em pista. Quando internacionalmente, o dia anterior passa-se normalmente em viagem e o descanso para o nosso corpo não é o mesmo, mas assim que chegamos ao hotel, tentamos descansar o melhor possível para no dia a seguir estarmos aptos à prova em questão.

Em que estilos de dança se especializou?

Especializei-me em Danças Latinas, Samba, Chá Chá Chá, Rumba, Paso Doble e Jive.

Quem foram as suas grandes influências no mundo da dança?

As minhas influências foram sempre dançarinos que me inspiram como profissional na área.

Que tipo de disciplina lhe exige em termos físicos e emocionais?

Exige muito de nós, quer a nível físico, porque dançar a nível competitivo significa perdermos muitas horas em treinos e treinos esses em diferentes pormenores, e emocionais porque a dança envolve também uma parte artística de nós, que vai sempre buscar as nossas emoções mais íntimas.

O seu tipo de atividade implica viagens frequentes? Se sim, tem consequências para a sua vida familiar?

Sim, as viagens são frequentes. Como tal, o tempo que estamos em casa por vezes é reduzido.

A dança traz-lhe algumas consequências/desgaste devido à profissão?

As consequências estão apenas relacionadas ao nível físico que exercemos, mas costuma-se dizer que quem dança por gosto, não cansa, ou não se cansa tanto e eu concordo.

Como é o seu dia a dia profissional? Tem algum tipo de rotina ou é sempre diferente?

O nosso dia varia, mas a rotina costuma ser a mesma. Ginásio, treino, aulas para nós, aulas nossas aos nossos pares e, por vezes, temos training camps que são dias seguidos intensos que começam às 9:00h e terminam às 21:00h.

Quantas horas de trabalho diário lhe foi/ é exigido para atingir o seu nível atual?

O nosso treino relacionado apenas com a dança de salão, costuma durar entre 2:00h a 2:30h, mas claro que todas as nossas outras atividades ajudam no que queremos como objetivo final.

O mundo da dança é um mundo muito competitivo entre colegas ou existe espírito de entreajuda?

É um mundo muito competitivo. Óbvio que encontramos sempre amigos que consideramos verdadeiros, por muito escassos que eles possam ser, mas com esses considero que existe uma competição saudável.

Que projetos tem em mente para o futuro a nível profissional?

A nível profissional, pretendo obter os records possíveis enquanto Profissional, o escalão em que agora estou; continuar como professora de pares em competição; e ser júri, nacional e internacional.

O que a dança significa para si?

A dança para mim significa ser eu mesma. Eu e a dança somos um só.

Fonte – Facebook Oficial de Vanessa Ferrão e Telmo Madeira

Vanessa Ferrão revela-nos ainda que o próximo campeonato em que irá participar, juntamente com o seu par, Telmo Madeira, será apenas no próximo ano, em janeiro de 2019, onde o seu objetivo ruma a uma nova vitória a nível nacional.

Deixa também ainda um conselho para quem pretender ser um vencedor no mundo da dança “O meu conselho é sonhar muito e trabalhar muito também para esse sonho se tornar possível.”

Deixa um comentário