Chegou a Queima das Fitas do Porto’ 19!

Fonte: Federação Académica do Porto

É já hoje, dia 5 de maio às 00:00h que se inicia a primeira das oito noites da semana académica do Porto.

A Queima das Fitas regressa este ano entre os dias 5 e 11 de maio, no local habitual (Matosinhos) para aquele que é considerado um dos eventos com maior dimensão da cidade do Porto.

Crê-se que esta comemoração teve origem no ano de 1920, segundo a página do Centenário da Universidade do Porto, onde o próprio autor levanta dúvidas sobre essa data, mencionando “outras fontes”. Nesse ano, os finalistas de Medicina da UP (Universidade do Porto) realizaram a chamada “Festa da Pasta” como modo de celebração da passagem da pasta dos estudantes em final de curso – os quintanistas -, aos que iriam entrar no último ano – os quartanistas.

Ao longo dos anos a “Festa da Pasta” foi-se propagando por outras faculdades da Universidade do Porto tendo cada uma o seu próprio festejo. No ano de 1943 passou a existir apenas uma só “Festa da Pasta” para todas as faculdades, e em 1945 o nome da festa evoluiu para “Queima das Fitas”.

A Queima das Fitas do Porto deixou de se realizar no ano de 1971, ressurgindo em 1978 com a designação de Mini-Queima. Em 1979 este evento começou a seguir os moldes que conhecemos atualmente com diversas atividades como a Serenata, a Benção das Pastas, o Cortejo, o Festival Ibérico de Tunas Académicas, o Sarau Cultural, os concertos noturnos diários, etc.

Este ano o plano de atividades académicas inicia-se à 00h01 de domingo, na Avenida dos Aliados, com a Monumental Serenata. Às 10h01 dá-se a Missa da Benção das Pastas, também nos Aliados, e às 21h31, o XXII ECAP (Encontro de Coros da Academia do Porto), no Teatro Sá da Bandeira com entrada gratuita.

No dia 6, celebra-se o Dia da Beneficência às 14h01 na cidade do Porto, e às 21h01 irá realizar-se um Concerto Promenade com o custo de 5 euros no Auditório Exponor (Pontos de Venda FAP e Campus S. João).

Dia 7 às 14h01 na baixa do Porto realiza-se o cortejo académico onde todas as faculdades pertencentes à FAP (Federação Académica do Porto) desfilam pelas ruas da cidade juntamente com os seus camiões.

Às 20h31 do dia 8, no Teatro Sá da Bandeira realiza-se a XXXII Fita (Festival Ibérico de Tunas Académicas) com o custo de 3 euros (Pontos de Venda FAP e Campus S. João).

No dia 9 às 20h01 realiza-se o Sarau Cultural de entrada livre no Teatro Sá da Bandeira.

Sexta-feira dia 10, pelas 20h01 concretiza-se um Baile de Gala na Quinta do Geraldino com o custo de 42,50 euros (Pontos de Venda FAP e Campus S. João).

Dia 11 na Quinta do Vieira efetua-se o Chá Dançante pelas 17h01. O custo é de 30 euros e os Pontos de Venda são a FAP e Campus S. João.

No dia do encerramento da semana académica pelas 14h01 irá realizar-se no grande Porto um Rally Paper – 3,50 euros a pé e 6,50 euros com viatura – nos pontos de venda anteriores.

Fonte: Federação Académica do Porto

Já o cartaz que irá encher o Queimódromo durante oito noites seguidas, conta mais uma vez com vários nomes conhecidos.

Domingo dia 5, à 00h01 contamos com a atuação dos 100AURA e do mítico Rui Veloso.

No segundo dia de queima, domingo às 22h00 dá-se a atuação do Deejay Telio e David Carreira.

Dia 6 os palcos da queima enchem-se com Hip-hop português através de nomes como Mundo Segundo e Sam The Kid e Reggae com Richie Campbell.

Dia 7 atuam os Insert Coin juntamente com um nome que marca presença todos os anos, Quim Barreiros.

Quarta-feira dia 8, duas estreias nos palcos da Queimas das Fitas: David Fonseca e Wet Bad Gang.

No dia 9 com música eletrónica chegam os Dirty Sound Boys, e de seguida Mastiksoul e Lost Frequencies.

Sexta-feira contamos com mais dois nomes do Hip-hop, Jimmy P e Gabriel o Pensador também pelas 22h00.

Na última noite do festival contamos com a presença de Waze, Dead Combo e Eva Simons.

O preço do passe geral mantém-se igual ao dos anos anteriores – 56,00 euros – e o preço dos bilhetes diários também não sofreram alterações, variando entre os 8 euros e os 12,50 euros, dependendo do dia e da antecedência da compra do bilhete.

É possível adquirir bilhetes nos postos de venda físicos como o Pólo Zero, Campus S.João, FAP, El Corte Inglês, e Queimódromo. Existe também a possibilidade comprar online em: www.bol.pt.

Para além das habituais barraquinhas onde se pode beber e comer toda a noite, este ano a Queima das Fitas também nos traz novidades:

Vai existir um Ponto Lilás com o objetivo de prevenir a violência sexual. É uma estrutura dentro do recinto, que visa ajudar quem se sentir desconfortável, perseguido ou simplesmente desorientado, contando com profissionais de organizações que lutam contra casos desse tipo de violência.

Haverá serviço de bengaleiro no recinto e é disponibilizado ao público a partir de 4 até 12 de maio, permitindo a possibilidade de guardar bens e objetos dentro e fora do Queimódromo. Todos os artigos depositados pelo lado de fora do recinto apenas podem ser recolhidos pelo lado de fora, e tudo o que é depositado pelo lado de dentro, pode ser levantado por ambos os lados. O horário de funcionamento será das 22h00 às 05h15 do lado de dentro e das 22h00 às 7h00 do lado de fora. Cada bem a guardar terá o custo de 1€.

O Metro do Porto vai reforçar o seu serviço a partir de sábado até ao dia 12 de maio, garantindo que a segurança e o apoio aos clientes em toda a rede será uma das prioridades. Também os autocarros e comboios irão ter capacidade extra e operações noturnas.

De acordo com informações disponibilizadas pelo Metro do Porto, as linhas Azul (Estádio do Dragão – Senhor de Matosinhos) e Amarela (Hospital São João – Santo Ovídeo) vão circular durante 24 horas nas noites da Serenata (de sábado para domingo) e do Cortejo (de terça para quarta-feira). A linha Azul terá, no entanto, um percurso mais curto, que será desde as 03h00 e as 05h00, circulando o metro apenas entre as estações da Trindade e da Câmara de Matosinhos.

De modo a assegurar a ligação entre a baixa do Porto e o Queimódromo, nas restantes noites, ambas as linhas (Azul e Amarela) vão começar mais cedo.

A Linha Azul vai estar aberta a partir das 05h00, na ligação Câmara de Matosinhos e Trindade, mas após as 06h00 é retomada a operação em toda a linha. Já a Linha Amarela vai iniciar 30 minutos mais cedo que o normal, com partidas em ambos os sentidos, às 05h30 e às 05h45, da Estação da Trindade.

Numa semana marcada pela forte tradição académica do Porto, o Metro “quer proporcionar a mesma tranquilidade e segurança de sempre a todos os seus passageiros”, lê-se no site da empresa.

Relativamente à meteorologia, a chuva não vai aparecer na Serenata, mas regressa no Cortejo Académico, altura em que as temperaturas mais baixas regressarão à cidade do Porto.

Deixa um comentário