Isolado dos pais dentro da própria casa

Voltar
Escreva o que procura e prima Enter
Isolado dos pais dentro da própria casa

Artur se preparou para o vídeo que gravou para o projeto “O Ano em que o Mundo Parou”. Percebemos que alterna o seu olhar entre a câmera e o texto que escreveu numa folha de papel. 

Mora em Itacoatiara, Rio de Janeiro, no Brasil, é filho único e com 14 anos estuda atualmente no 8º ano.

Por causa do confinamento, todas as atividades desportivas em que participa com seus amigos, tal como ténis e jiu-jitsu, foram suspensas. Agora limita-se a algumas caminhadas perto de casa.

O jovem está em quarentena desde o dia 13 de março e é da secretária de seu quarto que Artur nos conta sobre a sua rotina confinado com seus pais e sua avó.

Descreve algumas das adversidades em participar das aulas online, desde o grande esforço que sente para se concentrar nas mesmas e da dificuldade em ficar muito tempo sentado no mesmo local.

Apesar de conversar bastante com a sua família e de passar o seu tempo livre a assistir séries e a jogar “videogames”, confessa que sente muita saudade de seus amigos e do restante da sua família. Diz que quer reencontrá-los logo que possível e que após esta quarentena tratará as pessoas com mais carinho.

Encerra o seu testemunho deixando uma mensagem de esperança para todos nós.

Artur Marins – Aulas Online

Cinco semanas depois que Artur gravou o primeiro vídeo para o nosso projeto, a sua rotina sofre uma drástica mudança.

Do jovem que ainda podia sair para andar de bicicleta perto de casa, ou que só sentia a diferença na rotina apenas pelas aulas online, Artur passou a lidar frente-a-frente com o coronavírus.

Seu pai foi diagnosticado com a COVID-19. Sua mãe e sua avó apresentaram alguns sintomas da doença, nomeadamente febre, e apenas Artur não apresentou nenhum sintoma.

“O que parecia férias, se transformou em preocupação”

Dentro de casa, Artur viu-se impedido de poder abraçar, ou de ter qualquer contato físico com sua família. Apesar do susto, todos encontram-se bem de saúde atualmente.

Confessa que atualmente já se adaptou melhor às aulas online e que consegue concentrar-se de forma mais eficaz.

O desejo por saúde para a sua família e para o resto do mundo, marcam o final de seu testemunho.

Veja o Testemunho completo Aqui